Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Deveras


Ah, o poeta
Escreve nas entrelinhas
Metáforas, parábolas e rimas
Mas não se mostra, não se conta
Esconde-se entre letras e linhas
Não mostra a cara na clara luz do dia.

Prende, mostra, calcula atenção
Ganha atenção, acena com a mão
Mas não mostra o coração
Nem a verdadeira razão
Do seu doce versejar.

Escreve entre prosa e verso
Mostra os invertidos sinais
Pra confundir os incautos
Que tentam ver lhe o universo

Persegue em cada passo
Traçando lindos caminhos
Deixando rastros de ilusão
Por muitos outros ninhos

Amarras não lhe prendem
A arte seu rosto esconde
Felicidade escrita em seu nome
Não importa que caminho faça
Nem quando e nem onde

Ah, os poetas
Vezes sem conta sabem
O que vai n’alma alheia
Mais tantas vezes se esquecem
Do que vai na própria veia.
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 23/05/2006
Reeditado em 12/12/2007
Código do texto: T161118
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 55 anos
1436 textos (74679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/18 05:14)
Fátima Batista

Site do Escritor