Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando olho para o infinito
Penso em lançar um grito
Que chegue aos seus ouvidos
Em forma de prece sussurrada
Fazer dos pesadelos, sonhos coloridos
E de você a mulher mais amada

Vejo nas estrelas a luz do seu olhar
Que me acendem o desejar de te amar
Sou refém desse amor e não nego
Sem você sou nuvem a chorar saudade
É no coração apaixonado que carrego
Sua imagem, reflexo de felicidade

Você, meu amor, é meu sonho lindo
Quero despertar e te ver sorrindo
Dizendo que será sempre minha
Mas, a distância me deixa aflito
Então te desenho nessas entrelinhas
Porque você é meu amor infinito



                                 

"Entre as linhas que escrevo, te desenho nas entrelinhas... Não sou poeta, me atrevo... Mas, sou plebeu e você rainha..."
Edil Franci
Enviado por Edil Franci em 28/05/2009
Código do texto: T1618765


Comentários

Sobre o autor
Edil Franci
São Paulo - São Paulo - Brasil
918 textos (95042 leituras)
2 e-livros (123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/20 08:29)
Edil Franci