Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DENTRO DE MIM

Do jeito que me abraças
forte e desesperadamente
é que começo a perceber quão real tu me és
Meu corpo começa a exalar o teu cheiro
Meus poros, sua pele, da cabeça aos pés

Da força com que tu me seguras
como um pai que abraça o filho a partir
percebo o quão belo é o que nos une
Os meus pés se precipitam sempre em sua direção
A quando a saudade se apresenta, a ela o amor nos faz imunes

Do modo como fecha os olhos ao me abraçar
como quem vê o mar pela primeira vez
percebo no quão seguro eu torno seu mundo
e aquela imagem tua de tão linda e serena
transforma em eterno cada simples segundo

Do jeito que tu sorris tão simplesmente
como criança e bicicleta em dia de chuva
percebo o quão bem fazemos um ao outro
eu que era cheio de amarras e pudores
jamais imaginei sorrir assim, tão livre e solto

Do modo como tu reclamas minha presença
tal qual o mar pedindo ao sol que não se ponha
percebo, cada vez mais, nós dois em mim
eu ontem ouvi estrelas murmurando à luz da lua:
"parece mesmo que esse amor não tem mais fim..."

Edu Silveira
Enviado por Edu Silveira em 26/06/2009
Reeditado em 26/06/2009
Código do texto: T1668762


Comentários

Sobre o autor
Edu Silveira
Poços de Caldas - Minas Gerais - Brasil
200 textos (12043 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 23:24)
Edu Silveira