Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

D’alva estrela





D’alva tu, ó estrela assustada,
esconde-te, esconde-te, esconde-te...
Sou o brilho novo desse teu olhar
sombreado e triste,
buscador de céus insones
onde o sonho é imortal e límpido.

D’alva, ó tu, assustada estrela
zela pela sombra do teu choro
como se para brilhar fosse preciso
amar sem amor, viver sem vida.

D’alva tu és, ó estrela minha...
respira no fosso de minhas esperanças,
retira a tua e sonha,
porque há um céu ridente para nós dois,
desde antes e até depois,
quando tudo em nós não nos for mais saudade.
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 27/06/2009
Código do texto: T1669643
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Paulino Vergetti Neto
João Pessoa - Paraíba - Brasil
2562 textos (154289 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 23:59)
Paulino Vergetti Neto

Site do Escritor