Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rotina:




Todas as tardes...
Há mesma hora nos encontramos
No mesmo bar, isso já virou costume.
Mesmos gostos à mesma bebida
Mais nada de diferente acontece
Estes encontros viraram, uma rotina.
Mal nos olhamos, às vezes um sorriso.
Meio tímido, mas é apenas isso.
Não sei porque, mas ela mexe comigo.
Hoje algo diferente me aconteceu
Foi estranho, cheguei sozinho ao bar.
Fui direto ao meu lugar preferido,
No final do balcão e pedi um café.
A lugar onde ela sentava estava vazio.
Quando fui embora eu estava triste
Pois ela não havia aparecido
Ganhei a rua, foi grande a surpresa.
Lá estava ela, parada na esquina.
Parecia que esperava por mim
Caminhei até ela que sorriu dizendo
Você demorou, achei que não vinhas mais.
Então perguntei, a ela porque não foi no bar.
Ela respondeu com um sorriso nos lábios
Eu não queria mais ver você, mas não deu.
Eu te amo demais, por isso estou aqui.
E já que você não se decide, decido eu.
Pois, jamais gosto de perder, o que é meu.
E você já e meu, ou ainda não percebeu.

Volnei Rijo Braga

Pelotas: 15/06/06







Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 16/06/2006
Código do texto: T176294
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/02/21 07:49)
Volnei Rijo Braga