Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O meu amor


Chove. Chove e faz frio.
Olho lá fora... o pensamento voa pra longe, muito longe
Tempo e espaço

Penso nas mudanças, nas andanças, nas risadas
Penso que tudo é passageiro
Pele, cabelo, corpo, pensamento, nada nos pertence
Exceto nosso pensamento.

Penso que nada temos
Nome, dado, herdado
Instrução, imposta
Trabalho, concorrido
             Pensamento – nosso, único, exclusivo.

No meu pensamento existe um amor
Amor que resiste tempestades, chuvas e trovões
Resiste a todas as estações
Resiste a todos os chavões
            Embala os meus dias e me faz caminhar

Ele está lá dentro – dentro do meu pensamento
Onde não permito invasão
Onde ninguém põe a mão
Um amor, meu, exclusivo, que não
Aceita questionamenos, divagação
Que não aceita ordem
Que não aceita desdém
Que vai muito além
             De tudo que é terreno

Amo por amor
E deste amor eu tenho orgulho
Não adianta me dizer
Pra des-amar
Não adianta me dizer
             Pra pontofinalizar

Ele continuará, sempre a existir
Não importa distância,
Não importa implicância
             Não me interessa ressonância

Este meu amor não tem pudor
Não tem medo de se mostrar
De gritar
De dizer ao mundo que existe
            Porque não é pecado amar!


Santo André, 26 de junho de 2006.
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 26/06/2006
Reeditado em 11/12/2007
Código do texto: T182509
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 55 anos
1436 textos (74614 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/18 08:16)
Fátima Batista

Site do Escritor