Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lúcido amor...

É doce, essa imagem refletida,
No grande vale de minh’alma enlevada,
Pela figura, tão minuciosamente, vinda,
Para deixar-me, assim, completamente iluminada.
Pelo fulgor de tua tez que irradia,
Em mim volúpias, que d’alma ao corpo luze,
E em frenesi, vibrem os desejos, de alegria,
Que nosso instinto, de prazeres se lambuze.
Não te acanhes, em tirar de mim, segredos,
Pois que a todos, te revelo, sem pudor,
Faça, dos meus contornos, o melhor de seus brinquedos,
Onde te perdes, em toda a lucidez, do amor.

Versos maravilhosos Mario. Obrigada pela honra de tão bela interação.

O amor é lúcido, mesmo que a razão
Não seja a força mor que o norteia,
Posto que cede aos ditames da paixão...
Ele se deixa levar pelo fogo que incendeia
E, por seu turno, faz cativo o coração,
Envolto na emoção sem fim que o permeia.
(Mario Roberto Guimarães)



Maria Cecilia Hequidorne
Enviado por Maria Cecilia Hequidorne em 09/11/2009
Reeditado em 09/11/2009
Código do texto: T1914308
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Maria Cecilia Hequidorne
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1337 textos (28182 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/20 05:34)
Maria Cecilia Hequidorne