Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÉS UM POEMA

És um poema
Quando sorris, alarga-te a boca
Brilha teus olhos
Engasgando a voz

És um poema
Quando estendes a mão
Tocas na minha, enlaças meus dedos
Com o suor dos teus

És um poema
Quando olhas minhas vestes
Contornando minhas curvas
Com teu olhar sedento de mim

És um poema
Quando esqueces as frases
Por causa de um sorriso meu
Quando pensamos juntos
Coisas tolas de atos ateus

És um poema
Em preto e branco
Mesmo que seja claro e límpido alvorecer
Mesmo que haja cores no céu a esvanecer
São raras as horas do dia a morrer

És um poema
Que canto e declamo
Em versos curtos de estrofes limitadas
Palavras e falas que não contém
Tanto sentimento que a alma quer guardar

És um poema
E eu aqui escrevo versos
Sou poetisa e te faço em laços
Que retiro de minhas lembranças a comemorar

És meu poema e pra ti eu queria ser
A poetisa a te recriar
Porque assim serias meu, mesmo que a sonhar
E eu te inventaria a cada instante
E te faria meu eterno amante
Em meu colo terno
Para enfim... te amar...
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
Enviado por Adriana Alves (Poetisa Lancinante) em 11/03/2010
Código do texto: T2132414

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
São Paulo - São Paulo - Brasil, 46 anos
77 textos (2045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:11)
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)