Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAIXÂO PERSEGUIDA

      Esta incoerência que abusa da lógica
      Estes corações que estão embriagados
      Que desafiam as leis da nossa  moral.
      Um amor que transcende sua dimensão...
      Simples, iluminado, doce... Em fim lógico
      Amor nascido de sentimento que é puro.
      Que por ser homogêneo esta em perigo.
      Amor que não tem nenhum custo.
      É loucura, uma libertina e assumida paixão.
      Por isso vitima dos radicais da perseguição,
      Mas caminha ignora avisos e vive da emoção!
      Preconceito, falsa moralidade... Não é razão.
      Amor que tem esqueleto, corpo e duas almas.
      Um amor que rejeita as tolas algemas...
      Pois é coroado pela sinceridade da sua veracidade.
      Diz não a penumbra é eterna a sua claridade
      Fecharam os ouvidos para as falsidades
      De profetas que vivem da covardia...
      Viver um amor de verdade é ousadia.
                                       
                                             
                                         
                                     
                                       
Poeta Mario Macedo de Almeida
Enviado por Poeta Mario Macedo de Almeida em 03/12/2006
Código do texto: T308074

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Mario Macedo de Almeida
Guarujá - São Paulo - Brasil, 56 anos
676 textos (39622 leituras)
3 áudios (248 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 04:24)
Poeta Mario Macedo de Almeida