Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

coração, coração...

nas faixas do crepúsculo, suspende-se...


em asas de silêncio, vôa na melancolia,

jardins profundos;

 
em cintilantes estrelas, ilumina-se de esperanças,

vôos frágeis dum tempo acabado...

 
na euforia da posse, na permanência do corpo,

lateja verdades, eróticas renuncias;

 
na seiva dos deuses, na constância batida,

transborda de lábios, gargantas fundas...

 
corre, vôa, vibra, alcança torrentes, emoção,

na espera que cansa dedilha a solidão...

 
no extase do mergulho, no odor do sexo,

vive cada declive, o ágil complexo, bafo que sobrevive...

 
nas faixas do crepúsculo, suspende-se...

 
em asas vôa alcances indeterminados,

fim de fins, rumos esperados.

 

 



 

 

 

 
 
João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 16/12/2006
Código do texto: T319471

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Videira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
236 textos (17344 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 08:58)
João Videira Santos