Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BATENDO Á PORTA...





Batendo á porta...





Abra a porta deixe entrar Quem sabe já aprendeu

Como AMAR. Faça inferno Virar céu, ame-se...

Transtornei suas emoções, insônia em seu viver,

Nuvens em seus ensolarados dias, temporais e ventanias!

Fiz o que quis e não quis Satanizei, isso diz.



Fotos passados vestem, tirei as roupas do tempo.

Despi seu EU. Fui psicóloga e amante,

 Mãe facultou-me ser seria incestuoso assim amar você.

 Dei-te consciência, viste-me enfurecer, garras e presas.



 Seu AMOR foi covardia, vento sopra leva longe

 Sorriso que não fingia. Hoje chora a poesia

 Versas dores. Fez-me alcova teto fui, AMOR...

Desfaçatez fragmentos amarguras isto sim,

Inferno foi o que me destes, esmolando AMOR seu!





AMOR é semente boa germina se regado for,

  Hoje diz viver inferno? AMOR Amim não foi dado!

Jóias viagens ,são como sexo, não são molas propulsoras,

 É bom e gosto não movem o existir. Busquei companheiro

Amigo e migalhas recebi!



Saberás o que nunca quis saber, não sou esfinge

 De mármore, não fui e jamais serei propriedade

Cercada pra ninguém. Deu-me AMOR despedaçado,

 Desconchavei seu coração e te deixei recado...

Espero que bem apliques o que foi vivenciado.

Abra a porta deixe entrar outro AMOR.

 AMANDO-se pra ser AMADO.





DETH HAAK

30/06/2005
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 14/07/2005
Código do texto: T34361

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 62 anos
547 textos (79738 leituras)
50 áudios (12629 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/21 17:21)
Deth Haak