Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO IMEDIATO

No âmbito das céleres horas
Recolho um sorriso escondido
Que ofereces neste peito que chora
Esperando no véu do amanhã um abrigo.
E o dia, de súbito ignora
O clamor de um poeta perdido
Por não ser digno do amor de agora
Que me toma e me deixa retido.

Não mereço as belas palavras
Esculpidas e polidas dos seus versos
Todas as minhas tristezas são escravas
Da dor que transmuta pelos inversos
Do meu jeito estranho e taciturno.
Eu desejo mesmo nosso abraço diuturno

No lapso do vão que nos separa
Eu navego em correntes abstratas
Que me conduzem a ti, jóia rara,
Como sublimes e cintilantes pratas
De afeto desse amor presente
Quando eu só preciso ser seu nubente.
Márcio Ahimsa
Enviado por Márcio Ahimsa em 21/01/2007
Código do texto: T353949

Comentários

Sobre o autor
Márcio Ahimsa
São Paulo - São Paulo - Brasil
128 textos (4790 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 04:53)
Márcio Ahimsa