Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM AMOR MUITO ESPECIAL...

Ah! Por que as dúvidas?...
Quisera eu acreditar,..
Entender das coisas da alma
dos designios de Deus
Dos porques de tanto amor,
tanta dor!...
 
Entender da tristeza que me tira a calma
do ciúmes que me faz insana
da inconciência deste amor!...
Do porque tenho que carregar comigo
tantas questões, tanta incerteza?!
 
Na verdade sou um misto
de dor, prazer e alegria...
Tudo porque vejo e não acredito!...
Acho que são enganos do coração
falsas visões desta alma sonhadora...
Amo e não deveria!...
 
Sentimentalísmo!...
Ilusão de quem é paixão
sonhos de poeta...
Não existe nem existiu
mais do que temos hoje: o nada...
 
Acreditar não seria sofrer mais?...
Melhor fazer o que tenho feito até hoje!...
Seguir fingindo, deixando de lado visões
que não levarão a nada, a lugar algum
A não ser à mais dores e dissabores...
 

Por falhas humanas
não faço parte de teus sonhos,
nesta vida não te conquistei...
Perdi teu amor,
não é meu teu coração!...
talvez seja a ultima vez
não haverão mais encontros além vida
Morre aqui o que foi um grande amor,
a "viagem" acabou...
Tudo não passou de crendices...
 
Esta ficará escrita
como sento a última estação...
Restarão apenas
"flashs" de lembranças
como se fossem sonhos

Os porques sem respostas
incertezas que de ti me afastarão...
De onde estou ficarei acenando
para nós um triste adeus!...
É o fim de uma historia!...
História que nem sabemos ser real
Seja este então seu final...
 
Infelizmente acredito
 estes serão mais versos que
serão jogados ao vento,
versos aos quais nao darás resposta!...
Mais uma vez!... O silêncio
como um punhal chegará
certeiro ao coração

Para mais uma culpa
acumulando dores para eu carregar,
culpa de sofrer por ti...
Atitudes, para que assim me cale,
me afaste de ti...
 
Dúvidas corroendo minha alma
lágrimas que rolam como um mar de tristeza
a dor de não ter sido o que sonhaste
o olhar como atroz condenação,
Prefiro assim do que falsidades e mentiras,
não quero tua piedade...
Não me iludas com palavras vazias,
não plante enganos...
 
Seja
o que a vida nos deu por esta passagem
Por mim, como verdade,
seguirei te amando,
entregue a outros braços
beijando outras bocas,
deitanto na cama que não é a tua...
Buscando te esquecer,
tentando assim ser feliz...
Presa aos emaranhados das questões
 
Santo André - SP
CARMEN CRISTAL
Enviado por CARMEN CRISTAL em 24/01/2007
Código do texto: T357363
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
CARMEN CRISTAL
Botucatu - São Paulo - Brasil, 60 anos
460 textos (67003 leituras)
7 e-livros (5375 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/20 07:15)
CARMEN CRISTAL