Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO POUCO QUE NUNCA SABEMOS

Amada:

se eu sou a chuva,
tu, a terra sedenta,
vale agradecer
o amor da lágrima,

o beijo único
de quem se faz
ou se sabe amor.

– Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 94.
http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/35926
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 20/07/2005
Reeditado em 09/11/2011
Código do texto: T35926
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
3674 textos (917932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/10/20 00:56)
Joaquim Moncks