Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                   AMOR INERTE




Sinto em mim, dor sem resposta

ele partiu sem meu consentimento

mas,estou precisando desse alento.

De um afago como de alguém que se gosta

um mimo...Algum sentimento...

Algo sublime a meu contento

que me faça repensar...

Aonde esse amor vai me levar...

Não mereço cruel sofrimento

tenras trevas...Escuridão...

Solto os laços dessa união...

Grito presa em agonia...

Misto de querer e não querer alforria.

Essa dor é tatuada...

Não refaz na madrugada...

Não reprime esse torpor...

Dê-me força...Oh! SENHOR!...

Estou como tela de natureza morta

Inerte, inoperante

À espera de um abrir de porta

De um cavaleiro andante.


Denise de Souza Severgnini & Mari Saes


Obrigada , querida poetisa pela adorável companhia neste dueto.



MariSaes
Enviado por MariSaes em 04/02/2007
Código do texto: T368936


Comentários

Sobre a autora
MariSaes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1698 textos (66125 leituras)
2 e-livros (54 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 18:34)
MariSaes