Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEREZA

Eu nunca esqueci Tereza,
mas vivo como se esquecesse
se eu disser esqueci Tereza,
a vida passa em esquecimento.

Às vezes vou ao mercado
conheço uma  moça nova
e no riso que ela me oferta
eu vejo o olhar de Tereza.

Eu nunca esqueci Tereza
tenho ainda foto dela
flor amarela de corola vermelha
entre os fios de cabelo.

Eu nunca esqueci Tereza
nos amávamos no litoral
e juntos de contínuo
assistíamos o mar abalroa-se
nas falésias argilosas.

Eu permaneço fixo a cada dia
vejo Tereza nos relâmpagos que clareia
o quarto de minha infinita espera
porque eu nunca, esqueci Tereza.

Minha voz clama como ondas
se eu disser: -Esqueci Tereza
não seria eu uma estúpida criatura?

Meu ser é como pipa
envia mensagens ao firmamento,
por isso não desfaleço
tenho imarcescível esperança
porque sei, infinitamente sei
eu nunca esqueci Tereza.

CARLOS HENRIQUE MATTOS
Enviado por CARLOS HENRIQUE MATTOS em 16/02/2007
Reeditado em 29/12/2010
Código do texto: T383376
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
CARLOS HENRIQUE MATTOS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
142 textos (6485 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 11:16)