Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MULHER AMADA...

                   

Mulher...
Mulher amada,
Fria é a intensa madrugada
Sem o açoite de seus beijos,
Sem teu corpo nu a aquecer meu coração.
Primavera sem cor nem flor,
É minha vida sem teu amor.
Como viver sem a mulher amada...
Chorando na madrugada,
Vegetando nas manhãs ensolaradas?
Não... Não... Jamais sem você, mulher amada.
Quero viver o amor,
Sem pecado, sem rancor.
Cheio de fantasias irreais
Desejos intensos e carnais.
Mulher... Mulher...
Sou teu até nos sonhos
Pertenço-lhe até a alma
Perco o sentido deste mundo sem sabor
Acordo em teu peito de puro amor.
Quero morrer no intenso calor dos seus beijos,
Renascer nos teus sentimentos e desejos.
Ser seu objeto mais sensual,
Afogar-me neste seu amor canibal.
Eu ti pertenço de corpo, alma e coração,
Só quero que você diga sim,
Jamais aos meus sonhos e delírios, diga não.
Somente assim, viverei feliz e farei feliz seu coração.

                            - Ronaldinhho -
                        Uberlândia – 20/03/94
BardoMineiro
Enviado por BardoMineiro em 19/02/2007
Código do texto: T386953

Comentários

Sobre o autor
BardoMineiro
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 60 anos
378 textos (33161 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 21:56)