Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a cobra e a lebre

hoje estou um bagaço
estou sentindo um inchaço
nos olhos – que horror!
uma dor de cabeça
e, antes que me esqueça,
já não sinto o ruído
da tua voz no ouvido
me dizendo baixinho
que eu vou melhorar
só pra me agradar
quando sabes que a febre
me escolheu como a lebre
que correu da serpente
que a quis devorar

mas espero que antes
de o dia acordar
eu esteja melhor
pra cair em teus braços
como sempre esperando
que eles cuidem de mim,
não como de alguma lebre
que eu sei que não sou,
pois da cobra não fujo,
se ela quiser assim


Rio, 27/01/2007
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 13/03/2007
Código do texto: T410603


Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6973 textos (155312 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 09:34)