Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto






Nos meus olhos desertos
da tua presença
e
foscos de tanta tristeza
na
eterna lua-nova
cerrada e ansiosa
...
separa
o mordente sal
da água
diz apenas uma palavra
sopra uma vez que seja
que estás comigo ainda
que é meu engano a desdita
de jazer abandonada
e faz crescer a esperança
e faze de lua-cheia
o colo que te aninhava
e
anseia
reflorir em esplendorosa
e infinita aliança
o meu destino
de areia!





Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 13/02/2005
Reeditado em 17/12/2006
Código do texto: T4318
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 68 anos
1279 textos (137601 leituras)
60 áudios (14459 audições)
9 e-livros (6503 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/05/21 21:05)
Maria Petronilho

Site do Escritor