Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORPOS ACESOS

Bendita alegria
que decompomos em mil sóis,
sótãos desmedidos;
que compomos em neurônios
desconexos, sexos, nexos;

que tem marca em nossos
músculos
minúsculos, maiúsculos
místico copo
surto indefinido
– urdido –
alumbramento.

Bendita alegria alegoria
álgida algébrica, onde
a vida é gama e não beta,
nem delta,
o ípsilon fonema no ouvido,
a mordida
– do(í)da –
na orelha, que não é
corpo, copo, canção;
bendita extrema unção
– ávida –
há/vida.

Do livro O SÓTÃO DO MISTÉRIO. Porto Alegre: Sul-Americana, 1992, p. 79.
http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/44342
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 22/08/2005
Reeditado em 11/11/2009
Código do texto: T44342
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3548 textos (891554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/05/20 01:53)
Joaquim Moncks