Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Senão, que prazer?

Oras! Senão, que prazer há vida sem o excesso?
Os beijos desentupidores de pia que enxarcam os lábios,
Transbordando-os em afeição?

As carícias exageradas, pretensiosas ou não...
A colheita antecipada dos recompensantes sentimentos teus?

Da vida tudo se tem de mais ou de menos,
O equilíbrio é raro, quiça desnecessário,
Afinal,
Ferimentos afetivos não são brinquedos em miniatura...

O bom mesmo é essa falta de equilíbrio,
Para quando em sintonia,
O prazer dos entreolhos,
Sejam excessivos palhaços trapezistas,
Em sua eterna calmaria.
Bruno Fernando
Enviado por Bruno Fernando em 03/03/2014
Código do texto: T4714196
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Llafer). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Fernando
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
69 textos (2871 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 21:32)
Bruno Fernando