Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Senão, que prazer?

Oras! Senão, que prazer há vida sem o excesso?
Os beijos desentupidores de pia que enxarcam os lábios,
Transbordando-os em afeição?

As carícias exageradas, pretensiosas ou não...
A colheita antecipada dos recompensantes sentimentos teus?

Da vida tudo se tem de mais ou de menos,
O equilíbrio é raro, quiça desnecessário,
Afinal,
Ferimentos afetivos não são brinquedos em miniatura...

O bom mesmo é essa falta de equilíbrio,
Para quando em sintonia,
O prazer dos entreolhos,
Sejam excessivos palhaços trapezistas,
Em sua eterna calmaria.
Bruno Fernando
Enviado por Bruno Fernando em 03/03/2014
Código do texto: T4714196
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Bruno Fernando
São Paulo - São Paulo - Brasil, 38 anos
74 textos (2929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/05/21 17:36)
Bruno Fernando