Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E ENTÃO PARTIU...
 
Soou o canto e se foi
Nem percebeu que atrás
Viria a fome voraz
Do ontem, talvez depois
 
Estremecendo os meus lábios
Me corrigindo o andar
Estonteante desejo
No simples gesto de Amar
 
Acolhedor o teu beijo
Mas sem destino ou razão
Queria ser o que sorves
Em dar de mim, talvez não
 
Assim me ordena de fato
Comportamento evasivo
Inconsequente e passivo
Por aguardar-te um contato
 
Mas tu demonstras não Ser
O que o meu Ser destruiu
Trancou-me em cela, sem ver
Depois virou-se e partiu

 
O Guardião
Enviado por O Guardião em 29/04/2014
Reeditado em 29/04/2014
Código do texto: T4787366
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
364 textos (35059 leituras)
13 áudios (2421 audições)
2 e-livros (2003 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/06/19 06:08)
O Guardião

Site do Escritor