Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ºº Do nada... ºº

Do nada...

Apareceste do nada
como um cavaleiro errante
criei ilusões
ao pensar que me amavas
Soltei os cabelos ao vento
gritei pelo teu amor
mas o vento levou-te…
assim como tinhas chegado.

©Anabela Braga
(Chinezzinha)
Todos os Direitos Reservados
Chinezzinha
Enviado por Chinezzinha em 09/09/2005
Reeditado em 10/11/2006
Código do texto: T49062
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Chinezzinha
Portugal
155 textos (20292 leituras)
1 e-livros (249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/20 00:21)
Chinezzinha