Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando chegares...

Não precisa dizer nada,
Entre...
Envolva-me nos teus braços,
Assim...Bem apertado!
Não repara nas minhas roupas íntimas,
Eu já estava te esperando.
Tire-as apenas...Ou deixe...
Deixe...Eu desnudar-me...
Perante aos teus olhos anciosos.
A hora que chegares,
Mesmo que seja de madrugada...
Passe as mãos pelo meu corpo...
Toque meu rosto; beija minha boca!
Que lhe mostrarei...
 Os caminhos que levam ao amor.
Pode chegar...
Nossos pensamentos são ardentes.
Encosta teu corpo nu; junto ao meu,
Venha com avidez; sem escrúpulos talvez!
Porque o que vou te dizer,
Não está escrito em página nenhuma.
Pode invadir...
Massageie minhas costas,
Posso ficar até com os joelhos esfolados...
Mas...Me enlouqueça de uma vez!
Quando chegares...
Verei teu vulto;no reflexo da vidraça,
Contaremos as constelações.
Envolvidos em sedas perfumadas!
Quando chegares...
Abra a porta...
Pise bem devagarinho...
Para não despertar...
A saudade que fez dormir meu coração!

Angela Maria 07/06/07
ERVA DOCE
Enviado por ERVA DOCE em 08/06/2007
Código do texto: T519310

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
ERVA DOCE
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
27 textos (1258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/05/21 18:58)
ERVA DOCE