Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema bobo


exatamente as 3:58hs
liguei o computador
não que fosse necessário
tanto por dizer nas linhas vazias
e as mãos preguiçosas no afazer
metódico , ambição continuada
pensam em amor e sexo
então fácil culpar uma mulher
por todas as obsessões compulsivas do mundo
duas pessoas na mesma estrada
em cima da mesma faixa
dançando no asfalto
pressão na panela
fogo no fogão
a necessidade do sabor na comida
o gosto que alimenta o corpo
o prazer na boca
poema bobo
carlos assis
Enviado por carlos assis em 12/08/2015
Código do texto: T5343373
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
carlos assis
São Paulo - São Paulo - Brasil, 63 anos
3126 textos (131535 leituras)
3 e-livros (59 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/05/21 17:53)
carlos assis