Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINA, MOÇA, MULHER...

Menina, moça, mulher...
Tua beleza... arquétipo do Criador
Quanta suavidade habita em teus olhos... oh, minha amada!
Na delicadeza de teu jeito inocente de menina
No doce encanto de tuas primorosas formas
E de teus contornos juvenis
No ar sedutor de teu aspecto felino
Na maturidade de sua atitude de mulher

Um doce sentimento  em mim a despertar
Ao encanto sereno e secreto que tenho por ti
Flutua meu pensamento como a brisa da primavera
Na lembrança contínua de tua imagem
Todavia não quero viver um amor de esperança
Meu coração é ansioso e ávido por ti
E não sabe esperar!

E no solo árido de minh'alma
Pranteia o meu espírito a triste sorte
De não tê-la neste instante...  comigo ao meu lado
Ó dor cruel que tanto me oprime
Dentro de meu peito o qual imploro impaciente a tua presença
Vivo da lembrança que insiste em procurar-te
Ao vazio do mundo em que me encontro
Pelo tempo que distancia
Tal como uma noite escura
Que parece não ter fim

Quando virá a nova aurora
Do distinto e bendito dia
De tê-la junto a mim
Ao meu lado... para sempre?

Paulo da Cruz
Enviado por Paulo da Cruz em 22/02/2016
Reeditado em 25/09/2016
Código do texto: T5551642
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Paulo da Cruz
Curvelo - Minas Gerais - Brasil
2062 textos (33685 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 06:05)
Paulo da Cruz