Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fragmentos

Ele não sabia o que era o amor
Ele não sabia o que era amar
Ele não sabia o que era viver
Ele não sabia o que era a vida

A vida com suas intransigências e obsessões
A vida como ela é
A vida de um pensador sem pensamento
A vida de um sonhador sem sonho

Na hora chegada, nossos sentimentos se misturam
A dor, o tédio, a melancolia e a tristeza
Mórbida em sua fúria incessante e notória
Do lado bom fica nossa história, lembrada em versos.

Vai se o dia, e na chegada da noite
Os sentimentos se confundem, dores, amores
Na passagem da madrugada uma insônia
E nessa turbulência uma vida de incerteza.
Francisco Amorim
Enviado por Francisco Amorim em 04/06/2016
Reeditado em 04/06/2016
Código do texto: T5656536
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Francisco Amorim
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 61 anos
42 textos (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 15:16)
Francisco Amorim