Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rotina Cruel



Trabalhar, trabalhar...
levantar de nosso ninho e labutar!
Cobrir algumas milhas, que nos sustentem,
sobre os pilares das saudades,
que talvez nem se aguentem!
 
Não! Vou fazer greve!
Greve em nome do amor!
Agora, só vou se você for!...
 
Mais um beijo, a lembrança do cheiro,
um abraço gostoso e aquele vou-não-vou...
O corpo que segue é onde não estou!
 
Meu amor, estou ainda em teus braços,
prepara teu dia, esconda teus cansaços,
porque à noite chego, minha menina!
 
Minha doçura, amada sina,
predicados infinitos de meu gostar,
não te esqueças de me esperar!


ENIGMA
Enviado por ENIGMA em 27/07/2007
Reeditado em 17/07/2013
Código do texto: T581511
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ENIGMA
Seattle - Washington - Estados Unidos
1120 textos (190950 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/05/21 16:52)
ENIGMA