Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Texto Participativo da Ciranda   Noite do Abandono

O breu da noite
Equivale à escuridão da minh’alma.
O nosso chalé sem tua presença,
Esta sem vida despido de alegria.
Até a lareira se recusa queimar as lenhas.
As brasas existentes há, muito se apagaram...

O vento gélido cortante,
Uivando entre os galhos que pendem, sob a nevasca.
O vinho que você tanto gostava...
Saboreio sozinha... com meus pensamentos...
Essa cor rubi e suave buquê,
Só trazem lembranças de você!

Diga-me onde estás
Largarei tudo e vou te encontrar.
Essa chaga do teu corpo irei curar,
Serei o farol à iluminar seu caminho...
Não mais, lutará sozinho, amante abandonado.
Eu, amante fiel ao seu lado, sempre estarei,
Prometo… até seu sono eu velarei...

Nadir A. D’Onofrio
17/02/2005/22:15
Santos/SP
Brasil
Respeite Direitos Autorais.

 
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 06/03/2005
Reeditado em 15/09/2020
Código do texto: T5818
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
948 textos (103898 leituras)
147 áudios (14256 audições)
12 e-livros (3186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/06/21 04:45)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor