Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO:



Solidão:



Hoje estou triste, chove lá fora, e faz frio.
No telhado ouço, o som dos pingos que cai.
Abro a janela, olho para rua, nada eu vejo.
A brisa fria beija meu rosto, que se retrai.

Fecho a janela, procuro, aconchego no sofá.
Na leitura busco, acalmar meu coração triste.
Que esperava nesta noite, uma noite de amor.
Tudo saiu errado, então sozinho fico a pensar.

Olho para as paredes, numa muda, pergunta.
Que fica sem respostas, vou para meu quarto.
Mais tristeza, minha cama vazia, nada restou.

Sinais de sua presença procurei, nada encontrei.
O cheiro de seu perfume, não estava mais no ar.
Então suspirei, chorei a dor da solidão que ficou.


Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 11/10/2005
Código do texto: T58589
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 74 anos
2317 textos (155321 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/01/21 12:59)
Volnei Rijo Braga