Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chuva

Caia chuva!
Às vezes fria e mesquinha,
nunca perca sua candura,
mesmo ao cair do céu enjoada e fininha.

Caia chuva!
Dê água às belas flores
que não brilham sem a lua.
Só se ver a neblina, sem o sol não há cores.

Caia chuva!
Dê vida aos secos jardins
que depois ficam lindos como plumas
igual às asas do anjo Serafim.

Caia chuva!
Jogue água onde está seco,
a pequena parte é sua,
dê sentido à alma, coragem onde há medo.

Caia chuva!
Findando as noites dos boêmios.
Não importa como flua,
simplesmente apague os incêndios.

Caia chuva!
Molhe o belo corpo dessa menina,
escorrendo entre suas coxas sem pudor.
Ela embriaga-se só pelo fato de estar nua.
Quero vê-la, tocá-la, sentir o amor e ver que não é mentira.

Caia chuva!
As nuvens estão pesadas.
É Deus que quer lhe ver pura
para apreciarmos a noite estrelada
e nos amarmos com o brilho da lua.

        - - - - - - - -

Publicado no meu primeiro livro solo, "Ensaio Poético" (ed. Virtual Books).
Para aquisição, envie e-mail para:

tuliordrogues8@gmail.com
ou acesse: http://poetatuliorodrigues.blogspot.com/
Tulio Rodrigues
Enviado por Tulio Rodrigues em 24/08/2007
Reeditado em 22/01/2010
Código do texto: T621403
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tulio Rodrigues - http://poetatuliorodrigues.blogspot.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tulio Rodrigues
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 33 anos
109 textos (5922 leituras)
9 áudios (308 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 15:19)
Tulio Rodrigues