Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARINHO DA POETISA

Nessa noite calma e escura,
sem o luar,e tão chuvosa,
e minha noite da amargura
por isso,esta tão silenciosa...

Os pingos,da chuva que cai,
que umidecem meu violão,
mesmo assim,saindo vai,
as vagas notas, na solidão...

Esta sem voz o trovador,
por isso hoje,não tem canção,
sentindo a saudade de um amor,
fica em luto,meu coração...

Em silêncio,a me perguntar,
de que,minha alma precisa,
queria,a luz do seu olhar
queria o carinho,da poetisa...
GIL DE OLIVE
Enviado por GIL DE OLIVE em 24/08/2007
Código do texto: T621961
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GIL DE OLIVE
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil
2611 textos (231167 leituras)
31 e-livros (2316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 16:29)
GIL DE OLIVE