Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desexistido



Alma tua
que da minha chegas
trazendo algemas,
fazendo medo,
é o que me sobra
depois de querer ser-me tu
e, ainda que desexistido,
desejar ser lembrado
e amado
e querido
por esse  teu amor fujão
que, negando-me as mãos,
foi embora
bem antes da hora
habitar lugar ignorado
sem se lembrar de que fiquei
desencarnado
e apaixonadamente só
sem corpo e alma
que de novo pudesse amar...
Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 25/08/2007
Código do texto: T622747
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Paulino Vergetti Neto.(paulinovergettineto.blogspot.com/)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulino Vergetti Neto
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 59 anos
2398 textos (137186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 01:13)
Paulino Vergetti Neto