Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FÊNIX

O amor é como um fogo,
que a tudo queima,
indiferente do tempo ou idade.
Ás vezes se esconde por entre as cinzas.
Fica um pouco morno, adormecido,
esquecido e oculto.

Por amor se morre aos pouquinhos,
dia após dia, todos os dias.
Por amor se alegra ou se chora,
sofre ou se satisfaz,
mas nunca se mata.

Pois quem ama, não mata,
mas vai deixando se matar,
um pouquinho a cada instante.

O amor é algo que no peito,
dói com tamanha profundidade,
qual a um punhal cravado
diretamente no coração.

É uma ferida que não se vê.
E dor que não tem cura.
É uma sangria desatada
que nos deixa pálido
e desmotivados.

Perdemos a razão
e a noção do tempo.
Perdemos noites de sono
e o controle dos atos.

Mas quando menos esperamos,
assim como a fênix,
ele ergue das cinzas
e volta com maior força,
mas nunca se deixa apagar por completo.
Se apagar, certamente não é amor,
mas, uma mera ilusão.

Olhos D’água (MG), 18 de janeiro de 2018.
Tadeu Lobo
Enviado por Tadeu Lobo em 24/01/2018
Código do texto: T6235548
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Tadeu Lobo
Nova Serrana - Minas Gerais - Brasil
884 textos (6702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 17:04)
Tadeu Lobo