Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELVIRA

Elvira

Irmã do meu amigo
Meu amor platônico,
Por quem fui Édipo
Na minha paixão.

Mulher mais velha
Bancária diuturna
Universitária à noite.
Restando a domingueira
Pras nossas matines.

Desiludido pela verdade,
Revelado por terceiros,
Das nossas diferenças
Sociais e de idade,
Desencantamos de vez.

Tempos depois a encontrei
Com seu diagnóstico melanoma,
Acabado de receber naquele dia.
A consolei num almoço costumeiro
No restaurante do hotel Excelsior.

Nosso último encontro fatídico.
Um ano depois faleceu do mau,
Sepultada onde recebeu seus pais.
Num jazigo abandonado do Araçá.

Assim foi o amor não correspondido,
Deixando saudade nostálgica,
Até hoje na lembrança do passado,
Das perdidas ilusões que se foram.

Chico Luz




 


CHICO LUZ
Enviado por CHICO LUZ em 30/01/2018
Código do texto: T6240146
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
CHICO LUZ
São Paulo - São Paulo - Brasil, 75 anos
824 textos (18259 leituras)
2 e-livros (16 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 21:58)
CHICO LUZ

Site do Escritor