Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Letras 0140 - Palavras de poeta



 

 

Letras correm minha alma em versos de desejos,

estou vazio como rua, louco como vento,

caminhei corpos suando saudades do inferno,

um dia dobrei a esquina a procura de um céu.

 

 

Matei meu antigo''eu'' que não tinha prazer,

chorei por amor quando me apaixonei,

cortei pedaços do coração que estavam comprometidos,

e morri, assim voltei, nasci um dia igual o amanhã.

 

 

Colei esperança na porta da frente do corpo,

rasquei a tristeza escrita na pele fria,

não voltei qualquer homem,

adorei como se fosse deusa, amei como se fosse o último.

 

 

Antes pobre, o poeta matou seus versos tristonhos,

viajou sua rua sem luz até o sonho,

quando os olhos se encontraram, um profundo silêncio,

um beijo e as palavras se descolaram do papel da vida.

 

 

27/08/2007

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 27/08/2007
Código do texto: T626629
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
4429 textos (117036 leituras)
1 e-livros (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:26)
Caio Lucas