Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ciclo de ilusão

Crespa é a paisagem, doce é o pensamento
Que faz dos teus atos desejo de amar
Para sempre, transforma meu deserto
No mais habitado povoado e coloca
Bem perto bonança do longínquo passado.

A fumaça que a crespa paisagem cobre
Traz-me a solidão dos amores perdidos no tempo
Inebria  sentimento da aurora de minha infância
Que em minha alma até hoje trago pendente.

Lentamente a fumaça o vento vai dissipando
Tentando tornar a paisagem dócil e clarividente
Buscando mostrar o verde campo distante
Como antes era no meu pensamento.

Agora a aurora da minha infância é algo quase palpável
Mas similar à ilusão que voa solta no ar
Afaga meu sentimento e por um momento chega aventar
A possibilidade que o bom mesmo é amar sem nada pensar.

Voa ilusão, voa, voa no infinito de minha alma agora
Passeia em meu peito, não me leva a outrora,
Nem a pressa do tempo moderno, senão encerra
Esse tenro e quase eterno doce ciclo de ilusão.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 29/08/2007
Reeditado em 29/08/2007
Código do texto: T628719
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3212 textos (83207 leituras)
2 e-livros (439 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 06:41)
R J Cardoso

Site do Escritor