Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lobo


Hoje eu acordei com um fome canina
Com desejos de um lobo faminto
Por devorar a minha presa.

Sai da minha toca
Farejando feito louco
Com passos suaves e lentos
Para surpreender minha presa.

Minha fome é minha sede
De rasgar suas vestes
De possuir e devorar a sua carne.

Minha sede é o meu desejo
De sentir seu cheiro,
De lamber seu corpo suado,
De devorar vc por inteira.

Meu desejo é minha loucura
De ouvir seus gritos ofegantes,
Da dor que vem do prazer,
Que do prazer vem o desejo
De devorar e ser devorado.
Mauricio Chila Freyesleben
Enviado por Mauricio Chila Freyesleben em 02/09/2007
Código do texto: T634641

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauricio Chila Freyesleben
Piçarras - Santa Catarina - Brasil, 44 anos
296 textos (15514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 16:09)
Mauricio Chila Freyesleben