Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AINDA QUE QUISESSE

Ainda que quisesse
Não consigo controlar
A vontade de te ver
O desejo de te olhar
Neste presente tão oco
Preenches o meu espaço
Olho em vão para o futuro
Pois este sabe-me a pouco
Sei que é difícil
Impossível de entender
Mas dito de uma forma simples
Não te consigo esquecer
Vejo-te á distância
Custa-me cada momento
Não consigo compreender
Este meu sofrimento
Sei que é loucura
Andar a pensar assim
Lutam os sentimentos
Que tenho dentro de mim
Lutas incessantes
Brigas dentro do ser
Pergunto vezes sem fim
O que me está a acontecer?
Raul Cordeiro
Enviado por Raul Cordeiro em 03/09/2007
Código do texto: T636331

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Cordeiro
Portugal, 51 anos
65 textos (1829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 08:19)
Raul Cordeiro