Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HORAS ETERNAS

Já se passaram as onze
É quase o outro dia:
Os dias tornavam-se bronze
E você nunca me via

Onze e meia passa depressa
Para ver se logo chega
Meu amor que não tem pressa
De vir ver a sua nega
 
Tempo passa muito rápido
Quando tenho muito a fazer
Mas parece uma eternidade
Quando é para você me ver
Gal
Enviado por Gal em 04/09/2007
Reeditado em 04/09/2007
Código do texto: T637453
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gal
Americana - São Paulo - Brasil
284 textos (72621 leituras)
3 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 07:11)
Gal