Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No ano que vem

As horas se arrastam
Os dias são séculos
O ano é eterno
E tu não vens

Tuas mãos como flores
Abanam ainda
Sorrindo disseste:
No ano que vem

Perdura o perfume
No frasco esquecido
Como única prova
Que existe de alguém

O tédio é mortal
Pesada a ausência
Sorrindo disseste:
No ano que vem.

Meu medo angustioso
É a quase certeza
Que talvez não Exista
Um ano que vem

Vinícius Lena
Enviado por Vinícius Lena em 04/09/2007
Código do texto: T638887
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinícius Lena
Barreiras - Bahia - Brasil, 87 anos
467 textos (28219 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 20:37)
Vinícius Lena