Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOMENAGEM AO PESCADOR

Lá vai o filho do mar
Com o chapéu de palha
Com o remo na mão
Buscando o sustento nas águas
Rezando contra tudo que lhe atrapalha
Sonhando com um pedaço de pão.

Depois da noite perdida
Recolhe a rede e nada vê
Olha pra cima e suspira
Clama por Deus e por Nossa Senhora
Pois começa a chegar a hora
De sua família rever.

Chega em casa de mansinho
Olha a esposa e o filhinho
E começa a resmungar
O mar foi traiçoeiro
Eu perdi o dia inteiro
E nada pude juntar.

A esposa o acalenta
E não o deixa falar
Amanhã tu vai de novo
No mesmo tempo, na mesma hora
E clamamos por Nossa Senhora
Que ela vai te ajudar.

Assim o dito foi feito
Pobre tem seu direito
É só saber insistir
O mar foi traiçoeiro
Apenas quem chegar primeiro
E a Deus saber pedir.

Das profundezas das águas
A rede puxou com a mão
Olhou pro céu e sorrindo
Agora com o sustento na mão
E a Deus já foi pedindo
O seu sagrado perdão.
MIGUEL JOÃO SIMÃO
Enviado por MIGUEL JOÃO SIMÃO em 06/09/2007
Reeditado em 07/09/2007
Código do texto: T641618

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MIGUEL JOÃO SIMÃO
Governador Celso Ramos - Santa Catarina - Brasil
44 textos (8857 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 20:01)
MIGUEL JOÃO SIMÃO