Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na praia

A lua banha-me com sua sólida solidão,
o vento acalenta dando alento, consolo.
Ruge o mar um lamento, diz que profundos amores
não morrem, tornam-se em profundos ódios e dores.

Conto estrelas pra lembrar de esquecer
que só falta você
pra não me faltar mais nada,
mas falta-me tudo.

Aluí com esse amor que é minha força e covardia
e meu pesar cintila, sem alegria, na areia do cais.
Corro parado como se não fosse ser feliz jamais.

A noite impede-me de te ver numa distancia desmedida.
Quero que saibas, querida, que não és razão do meu viver,
és já toda minha vida.
Iran Maia
Enviado por Iran Maia em 07/09/2007
Código do texto: T642166

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iran Maia
Valença - Bahia - Brasil, 26 anos
53 textos (2364 leituras)
2 e-livros (329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 02:37)
Iran Maia