Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doação

Estranha ordenação a que me dôo
num rito de sílabas e pétalas,
jurado e prometido,
concedido e consagrado
aos votos de perpétua comunhão.

Fiel a ti no santo ofício da palavra,
na extrema devoção
que te canta nas ermidas do poema
e se exila na clausura da insônia
a purificar-se jejuando a vida
pra viver em ti
a breve eternidade permitida.

Eu declino de todos os fascínios
que me tentam,
do belo todo que me goza,
abro mão da lua nova nas alcovas,
abstenho-me dos encantos passageiros
pra viver o infinito arrebatado
nos momentos de esplendor que perpetuamos.

Ah, unidade em nós glorificada,
bênção celestial ungida a beijos
na sublime sagração dos que se entregam
em corpo e alma
e fazem do amor exercitado
crença, fanatismo e religião.
Vaine Darde
Enviado por Vaine Darde em 14/09/2007
Reeditado em 14/09/2007
Código do texto: T652606

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vaine Darde
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil
543 textos (86129 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 20:19)
Vaine Darde