Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PERMITA



Permita-me um amor sincero,

Com a cor dos sonhos sós,

Enaltecendo o coração que quero

Entregar-lhe, apenas, na dimensão veloz

De um sublime enigma, com esmero,

E com o suor que redime o verso, bem aqui, em nós...




Permita-me um amor imenso

E tão intenso que nem o céu alcance

Na profusão de estrelas que já penso

Dançando, ao vê-las, num romance

Entre o infinito e a paz, num verso denso,

Assim, disperso, e nada mais...




Pois brada, enfim, o amor já tão sem calma

Em cada átomo de uma estrela guia

E o universo, ao vê-la nesta alma,

Exulta o verso em pura nostalgia

De uma emoção que mal cabe nesta palma,

Coração que naufraga em doses de euforia.


----
Juliana Silva Valis
Enviado por Juliana Silva Valis em 18/09/2007
Reeditado em 18/09/2007
Código do texto: T657845

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Juliana Silva Valis
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 33 anos
3989 textos (886059 leituras)
4 e-livros (1867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 00:16)
Juliana Silva Valis