Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A despedida

Lá está minha amada,
naquela sala deitada,
por tantos sendo rodeada,
mas a mim não deixaram entrar.

É doloroso não mais tê-la,
sem sentir mais o teu calor,
sequer ouvir sua voz,
ou mesmo desfrutar do teu amor.

Lá está parada como nunca esteve,
sem ouvir as vozes,
ou mesmo o pranto,
de todos ao teu redor.

A pouco não mais a terei,
mesmo que a procure,
entendo que no  máximo encontrarei,
teu nome numa placa presa ao concreto.

Tantas lágrimas molham meu olhar,
e dores percorrem meu peito,
saudades já vêm me atormentar,
e meu mundo encontrar-se-á com seu fim.
adeus minha amada,
aqui desta rua negra me despeço,
parta para tua viajem
eá minha estrela alva,
e que o dono da luz te guie na tua jornada.

Vá e leve meu amor,
porém de ti,
não me lembrarei nesta sala,
tão pouco em momentos de dor,
eternamente em minhas lembranças terei,
o teu sorriso... teu olhar,
e tudo que me trouxe de bom,
como o jeito que me ensinou a te amar.
poetadosol
Enviado por poetadosol em 20/09/2007
Código do texto: T661184
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poetadosol
Tatuí - São Paulo - Brasil, 29 anos
85 textos (9462 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 02:14)
poetadosol