Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATÉ A NOITE ENLUARADA NÃO CLAREIA MAIS PRA MIM

Eu sinto um calor maldito
Tenho que sossegar o pito
E chega de traquinar
Estava roçando o quintal
E começei a passar mal
Por falta de namorar

Pois ando muito na seca
A namorada pulou a cerca
E eu fiquei chupando o dedo
Só me resta lamber sorvete
Na rua levei um cacete
E estou com o beijo azedo

Precisando de novo amor
Sinto no peito terrível dor
Acho que é chegado meu fim
Já não sirvo mais pra nada
Até a noite enluarada
Não clareia mais pra mim!

Escrito as 18:28 hrs., de 15/04/2019 por
NELSON RICARDO
Enviado por NELSON RICARDO em 15/04/2019
Código do texto: T6624262
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
NELSON RICARDO
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3397 textos (23022 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/04/19 11:26)
NELSON RICARDO