Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU O TELEFONE E VOCÊ

Ao amor.


Pairava um silêncio em volta a sala;
Embora de manso, sussurro se ouvia,
A brisa entrava, a cortina fremia.
Na mente ardente ouvia seu nome;
A mão estendida fechada trazia,
Um fio sem vida e você nele vivia.

Olá! Quem fala? - Sou eu querida.
Sua voz, apenas sua voz sentia
Pois seu corpo ausente eu não via.
Na parede resplendecia em moldura,
A imagem da mulher que me falava,
Pétalas de flores, crisântemos e rosas,
Teu osculo em meus lábios tocava.

As horas escoaram sob o tempo,
Num colorido de um mundo sem nome,
Fantasias ardentes, não serão esquecidas.
Bendito invento, invenção do homem...
Voltara ao silêncio, a paz ao espírito;
A mão se estendia e repunha o telefone.

                                          "Maio de 1976"
                                       Feitosa dos Santos
Feitosa dos Santos
Enviado por Feitosa dos Santos em 21/09/2007
Reeditado em 21/09/2007
Código do texto: T662838
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("Regra para USO: citar autoria de Feitosa dos Santos e o Site www.recantodasletras.uol.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Feitosa dos Santos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1403 textos (68666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 14:35)
Feitosa dos Santos