Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Confesso-Te



Purifica-me, Esfinge!
Não sou mais um enigma,
fui decifrado.
Dá-me a pena
por ter amado.
Subtraia meus poderes,
pois fui vencido.
Não soube proteger-te,
caí em desgraça.
Fui alvo fácil
da paixão que passa.
Volto a ti, implorando...
Faças de mim teu esplendor.
Recolha-me em teu seio,
aninha-me em teu amor...


ENIGMA
Enviado por ENIGMA em 23/09/2007
Reeditado em 31/03/2013
Código do texto: T665268
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ENIGMA
Seattle - Washington - Estados Unidos
1120 textos (183176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 15:18)
ENIGMA