Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALVAS PRAIAS DESERTAS

Uma realidade, é esta tua maldade
sem igual que dominou tua mente
sobre mim, desde tua cidade, a cidade outra.
Tecendo sempre comentários comigo,
fostes parar diante de alvas praias.


De nada adiantou
esta malvadeza de estares ali;
enquanto, eu em triste solidão
seguia sempre os caminhos
com dor no peito e coração.


Quantas vezes investistes
com palavras, somente palavras,
dizendo me querer;
dando-me as costas a seguir
naqueles momentos,
me abandonando
por todas as vezes.


Por todo grito que lançavas pro ar,
nunca escutastes um sequer,
um sequer gemido meu .....
Permaneci tombado com a face
cravada na areia, pra enconder
minha solidão.




Do Manuscrito: Segredos por uma Rosa.
tabayara sol e sul
Enviado por tabayara sol e sul em 24/09/2007
Reeditado em 12/10/2007
Código do texto: T665649
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tabayara sol e sul
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
615 textos (123030 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 17:26)
tabayara sol e sul